Vacina norte-americana contra o coronavírus é 94,5% eficaz, segundo análise preliminar

Será que temos mais motivos otimistas para pensar que a pandemia do coronavírus está cada vez mais perto do fim? Em meio a uma corrida mundial pela vacina contra a covid-19, a Moderna, empresa norte-americana, anunciou os resultados de seu próprio teste preliminar para um imunizante com uma alta taxa de proteção contra a doença.

Leia também:

Segundo o New York Times, as primeiras pesquisas indicam que a vacina da Moderna pode ser 94,5% eficaz na prevenção da infecção por COVID-19. Um estudo divulgado pela empresa de biotecnologia relata que 95 indivíduos do estudo contraíram COVID-19. Destas, 5 pessoas receberam a vacina e 90 receberam um placebo. Cada um dos 11 casos graves do estudo ocorreu no grupo do placebo. 

“Se uma [vacina] pudesse evitar que 95 por cento das pessoas não contraíssem doenças graves isso seria uma virada de jogo: o impacto nos hospitais, o impacto na saúde mental das pessoas e o impacto nas mortes”, relata a presidente-executivo da Moderna, Stéphane Bancel.

No momento, a vacina está sendo testada em 30 mil pessoas. A Moderna pode concluir seu teste e solicitar autorização para uso de emergência ainda em novembro.

Vale lembrar que, no último dia 9 de novembro, as farmacêuticas Pfizer e BioNTech anunciaram que sua candidata a vacina contra Covid-19, que está sendo testada no Brasil, é mais de 90% eficaz na prevenção à doença.

Comments

comments

Leave a Reply
Your email address will not be published. *

Click on the background to close