Os 10 melhores livros lançados em 2020

Por Carolina Porne

Se algo nos fez companhia em 2020, foram os livros. Através das histórias, pudemos conhecer novas pessoas e lugares, reais e fictícios – coisa que não deu para fazer muito neste ano marcado pelo isolamento social, devido a pandemia.

Leia também:

O mais legal da literatura é que ela é democrática: você sempre pode encontrar um livro que te interesse, até descobrir o gênero que mais tem a sua cara. E, se você gosta de ler de tudo, o céu é o limite!

Pensando nisso, a equipe do DOMÍNIO fez uma lista de dez livros lançados em 2020. Tem para todos os gostos – e alguns você consegue ler antes do ano acabar. Vamos lá?

A cantiga dos pássaros e das serpentes, de Suzanne Collins

Sinopse: Na Capital, o jovem de dezoito anos Coriolanus Snow se prepara para sua oportunidade de glória como um mentor dos Jogos. A outrora importante casa Snow passa por tempos difíceis e o destino dela depende da pequena chance de Coriolanus ser capaz de encantar, enganar e manipular seus colegas estudantes para conseguir mentorear o tributo vencedor. A sorte não está a favor dele. A ele foi dada a tarefa humilhante de ser o mentor a garota tributo do Distrito 12, o pior dos piores. Os destinos dos dois estão agora interligados – toda escolha que Coriolanus fizer pode significar sucesso ou fracasso, triunfo ou ruína.

Por que você precisa ler: os órfãos de Jogos Vorazes não vão se decepcionar com essa história, que se passa anos antes da trama protagonizada por Katniss, quando Snow estava longe de ser o presidente tirano de Panem. Aliás, tenha isso em mente durante a leitura: a lábia do jovem Coriolanus pode tentar te convencer de que ele não é tão mau assim. Lembre-se do que você já sabe sobre ele…

Uma terra prometida, Barack Obama

Sinopse: Obama conduz os leitores através de uma jornada cativante, que inclui suas primeiras aspirações políticas, a vitória crucial nas primárias de Iowa, na qual se demonstrou a força do ativismo popular, e a noite decisiva de 4 de novembro de 2008, quando foi eleito 44º presidente dos Estados Unidos, o primeiro afro-americano a ocupar o cargo mais alto do país. Ao refletir sobre a presidência, ele faz uma análise singular e cuidadosa do alcance e das limitações do Poder Executivo, além de oferecer pontos de vista surpreendentes sobre a dinâmica da política partidária dos Estados Unidos e da diplomacia internacional.

Por que você precisa ler: as memórias do ex-presidente dos Estados Unidos eram tão aguardadas que devem se tornar o livro mais vendido de 2020 – mesmo tendo sido lançado há pouco menos de um mês. Uma terra prometida é um livraço: são mais de 700 páginas, e esse é apenas o primeiro volume, viu? Para quem entende bem inglês, nossa sugestão é o audiolivro, narrado pelo próprio Obama.

Cidade da Lua Crescente, de Sarah J. Mass

Sinopse: Bryce Quinlan tinha a vida perfeita – trabalhava duro o dia todo e festejava noite adentro -, até que um demônio assassina alguns de seus melhores amigos, deixando-a destruída e mudando sua vida para sempre. Sem entender como sobreviveu ao ataque da besta, a semifeérica tenta superar a perda, com o consolo de que o culpado por conjurar o demônio está atrás das grades. Mas quando os crimes recomeçam, dois anos depois e com as mesmas características, Bryce se vê no meio de uma investigação que pode ajudá-la a vingar a morte dos amigos.

Por que você precisa ler: os livros gigantes da Sarah J. Mass podem dar medo ao primeiro olhar, mas basta começar que você será fisgado e não conseguirá parar de ler até chegar ao final. Cidade da Lua Crescente é a primeira fantasia adulta da autora, então é um livro bem mais intenso e complexo, mas mesmo assim super fluido. No lançamento aqui no Brasil, o livro gerou bastante polêmica, já que a editora foi acusada de “embranquecer” alguns personagens na tradução. Recomendamos a leitura do e-book, que já foi revisto e corrigido.

Planeta estranho, de Nathan W. Pyle

Sinopse: E se um grupo de extraterrestres viesse viver no nosso planeta? Quais de nossos costumes seriam mais estranhos a esses novos moradores? O ronronar de um gato, os parabéns em uma festa de aniversário, os sentimentos humanos, a fila do supermercado? As tirinhas de Nathan W. Pyle saíram do Instagram direto para a sua estante.

Por que você precisa ler: convenhamos. Um alienígena já acharia nossos costumes bastante peculiares naturalmente, isso antes da pandemia. A forma como Pyle distorce coisas tão banais e nos faz rir é imperdível. E, para quem ainda quer bater a meta de leituras do ano, este quadrinho é para ser devorado em um dia – e saboreado novamente sempre que quiser!

A vida mentirosa dos adultos, de Elena Ferrante

Sinopse: As mudanças no rosto de Giovanna anunciam o início da adolescência e não passam despercebidas em casa. Dois anos antes de abandonar a família e o confortável apartamento no centro de Nápoles, Andrea não se dá conta do que sentencia quando sussurra para a esposa que a filha é muito feia. Ao longo dos anos acompanhamos os percalços da transição da infância protegida de Giovanna a uma adolescência exposta às complexidades daqueles que a cercam, evocando também a possibilidade de levar a vida adulta como nenhuma outra mulher fizera até então.

Por que você precisa ler: a obra de Elena Ferrante, a misteriosa autora italiana que nunca aparece, ganhou o mundo após o sucesso da famosa tetralogia napolitana, que teve início com o livro A amiga genial. Ferrante tem o dom de criar personagens encantadoras e extremamente reais e cruas – quando você pára e pensa, já se identificou com elas.

Sol da meia-noite, de Stephanie Mayer

Sinopse: Conhecer Bella foi o que aconteceu de mais irritante e instigante em todos os anos de Edward como vampiro. À medida que conhecemos detalhes sobre seu passado e a complexidade de seus pensamentos, conseguimos entender por que Bella se tornou o eixo central de uma batalha decisiva em sua vida. Como Edward poderia seguir seu coração se isso significava colocar a amada em perigo? Do que ele seria capaz de abrir mão?

Por que você precisa ler: as crepusculetes entraram em surto coletivo quando Stephanie Mayer anunciou o livro que traria de volta a história que encantou leitorxs, mas, dessa vez, sob o olhar de Edward. Se você é fã da saga, precisa ler!

Torto arado, de Itamar Vieira Junior

Sinopse: Nas profundezas do sertão baiano, as irmãs Bibiana e Belonísia encontram uma velha e misteriosa faca na mala guardada sob a cama da avó. Ocorre então um acidente. E para sempre suas vidas estarão ligadas ― a ponto de uma precisar ser a voz da outra. Numa trama conduzida com maestria e com uma prosa melodiosa, o romance conta uma história de vida e morte, de combate e redenção.

Por que você precisa ler: se você gosta de histórias fantásticas e se incomoda por elas se passarem em ambientes tão parecidos com os Estados Unidos ou a Europa, bem-vindx à obra de Itamar Vieira Junior. Além disso, foi o livro vencedor do Prêmio Jabuti 2020 na categoria Romance Literário.

Todas as cartas, de Clarice Lispector

Sinopse: a obra reúne correspondências escritas por Clarice Lispector ao longo de sua vida. A seleção de cartas, das quais cerca de meia centena é inédita para o público, configura um acervo fundamental para compreender a trajetória literária da escritora. Ponto alto de Todas as cartas, o conjunto de correspondências inéditas endereçadas aos amigos escritores tem entre os destinatários João Cabral de Melo Neto, Rubem Braga, Lêdo Ivo, Otto Lara Resende, Paulo Mendes Campos, Nélida Piñon, Lygia Fagundes Telles, Natércia Freire e Mário de Andrade. 

Por que você precisa ler: em 2020 celebramos o centenário do nascimento de Clarice, uma ucraniana mais brasileira que muita gente, que mudou o cenário literário nacional e é uma das autoras em português mais conhecidas mundo afora. Escolhemos Todas as cartas – que mostram um lado diferente da escrita de Clarice, e é um super lançamento/presente de Natal -, mas poderia ser qualquer livro dela. Escolha o seu e aproveite!

A adorável loja de chocolates de Paris, de Jenny Colgan

Sinopse: Anna Trent é supervisora numa fábrica de chocolate. Mas isso não quer dizer que ela saiba fazer chocolate. Por isso, quando um acidente muda sua vida e Anna tem a chance de ir trabalhar numa tradicional loja em Paris, ela tem certeza de que vão descobrir que é uma fraude. Afinal, existe uma diferença muito grande entre o chocolate industrial da sua cidade natal, no norte da Inglaterra, e as criações feitas à mão, com ingredientes da melhor procedência, pelo grande chocolatier Thierry Girard. Mas com um pouco de sorte, muita paciência e a ajuda dos novos amigos, o exuberante Sami e o galanteador Frédéric, Anna vai descobrir mais sobre o verdadeiro chocolate – e sobre si mesma – do que jamais sonhou.

Por que você precisa ler: se você está buscando um livro gostosinho (mesmo) para terminar esse ano maluco, não tem opção melhor. A escrita de Jenny Colgan é fluida e fará com que você se sinta fora do isolamento social, provando as delícias parisienses. Aproveitou a quarentena para maratonar Emily em Paris na Netflix? Corre que esse livro é seu!

Canções de atormentar, de Angélica Freitas

Sinopse: esta obra traz o olhar afiado de uma poeta que, com inteligência e ironia, observa a si e ao mundo. Os poemas rememoram a infância no Sul, com o pé de araçá plantado pela avó, relatam o esforço inútil de tentar compreender o Brasil de hoje e discutem a injustiça, o machismo e a nostalgia de uma nação que não passou de projeto.

Por que você precisa ler: seu livro anterior, Um útero é do tamanho de um punho, me deixou completamente sem ar anos atrás. A obra foi lançada em 2012 (e relançada em 2017, pela editora Companhia das Letras), e desde então Angélica Freitas não lançava nada novo. Sua nova coletânea de poesias é tão potente quanto a anterior: prepare-se para uma aula de feminismo e igualdade em forma de versos.

Que ano é hoje? – 7 livros lançados no final de 2019 que ainda merecem sua atenção

  • Pequeno manual antirracista, de Djamila Ribeiro
  • O fio da trama, de Alessandra e Consuelo Blocker
  • Os testamentos, de Margaret Atwood
  • Um caminho para a liberdade, de Jojo Moyes
  • Eu, Elton John, de Elton John
  • Amor sob encomenda, de Carina Rissi
  • Teto para dois, de Beth O’Leary

Comments

comments

Leave a Reply
Your email address will not be published. *

Click on the background to close