Olímpiadas: 3 sugestões de livros para inspirar e empoderar

Enquanto escrevo este texto, meu coração ainda vibra com a conquista de Rayssa Leal, a nossa Fadinha do skate, que com técnica, concentração e muita alegria ficou com a medalha de prata nos jogos olímpicos de Tóquio. 

Leia também:

Aos 13 anos de idade, Rayssa já está cheia de histórias para contar; ela inspira não apenas outras atletas, mas todas as mulheres e meninas brasileiras a não desistirem dos seus sonhos, sejam eles relacionados ao esporte ou não. Pensando nisso, preparei um top 3 livros de mulheres inspiradoras do esporte para colocar já na sua lista de próximas leituras – afinal, já que os jogos são só de madrugada, temos um tempinho para ler e nos motivar durante o dia, não é mesmo?

1. As esportistas: 55 mulheres que jogaram para vencer, de Rachel Ignotofsky

Inspirador e ricamente ilustrado, As esportistas destaca as conquistas e histórias de 55 atletas notáveis desde o século XIX. Entre elas, há figuras conhecidas, como a tenista Serena Williams e a ginasta Simone Biles, além de campeãs menos comentadas, como Toni Stone, a primeira a jogar beisebol em uma liga profissional, e a skatista pioneira Patti McGee, que deve ter servido de inspiração para a nossa Fadinha. A edição brasileira traz também cinco das mais importantes atletas da história do nosso país – aliás, uma delas também está brilhando nas Olimpíadas de Tóquio: a nossa Rainha do futebol, Marta.

2. Quebrando os limites, de Carol Barcellos

Enquanto ela está lá no Japão cobrindo mais um momento histórico do esporte, podemos conhecer a história de Carol Barcellos através de seu poderoso relato. Ela nunca foi atleta, mas sabe como ninguém a importância de sair da zona de conforto e encarar os desafios para obter sucesso. Disciplina, motivação, fé, determinação, leveza e trabalho em equipe são alguns dos itens imprescindíveis. Segundo Carol, “a graça do desafio está no percurso para vencê-lo”. Uma leitura inspiradora e imperdível!

3. O desenho do tempo: memórias, de Nora Rónai

Se a nossa pequena Rayssa Leal impressiona pela pouca idade, Nora Rónai nos inspira por sua longeva dedicação ao esporte. Aos 96 anos, ela ainda participa de competições de natação, e foi somente aos 60 que decidiu se jogar de cabeça nas piscinas, em busca dos seus sonhos – que foram atrasados por uma história repleta de revezes, mas também de muita superação. Ainda criança, veio da Europa para o Brasil fugindo do regime nazista. Ainda jovem começa a se interessar pela natação, mais especificamente pelos saltos ornamentais, mas direciona o seu foco para a faculdade (ela se formou em arquitetura e chegou a dar aulas no curso de graduação da UFRJ, onde estudou), o casamento e a formação de uma nova família após a perda da mãe e do irmão. Recordista na natação, sua história pessoal também é um recorde de inspiração para todxs nós.

Gostou das sugestões? Então escolha a sua próxima leitura e comece hoje mesmo a sua maratona olímpica literária. E vai, Brasil!

Comments

comments

Leave a Reply
Your email address will not be published. *

Click on the background to close