Óleos vegetais podem turbinar a hidratação do seu cabelo; saiba como usá-los!

A hidratação é uma das principais etapas na rotina de cuidados capilares que deixa o seu cabelo mais saudável e nutrido. As máscaras disponíveis no mercado podem te ajudar e muito nessa missão, porém ganham uma turbinada com o uso de óleos vegetais.

Leia também:

“Inclua o óleo no seu creme de preferência, misture bem com as mãos ou num pote, para eles liberarem todos os seus ativos, e depois passe no comprimento.”

Dica: quanto mais fina for a mecha, e mais coberta ela ficar com a mistura, melhor. “Espere 3 minutos. Para fios bem opacos e sem vidas pode deixar 6 minutos, e depois enxague. E passe o condicionador para selar a cutícula e manter todos esses nutrientes no cabelo.”

Foto: Unsplash

O maior benefício

Ao contrário do óleo mineral, o do tipo vegetal não entope os poros, já que são plenamente absorvidos pela estrutura capilar. Se usados na quantidade correta, eles não vão deixar o seu cabelo pesado ou oleoso.

Por vezes, os óleos vegetais podem até substituir produtos com químicas nocivas que estão disponíveis por aí. Por isso, não deixe de adicionar essa belezinha na sua rotina.

Os principais tipos

Mas qual tipo de óleo é mais indicado para o meu tipo de cabelo? A gente te conta:

Cabelos oleosos e mistos: óleo de babaçu, que hidrata e não pesa;

Cabelos secos: óleo de argan, que tem poder intenso de hidratação;

Cabelos finos: óleo de semente de uva, que é leve, suave e não deixa os fios “empapados”;

Todos os tipos de cabelo: óleos de camelina e macadâmia, que tratam os cabelos sem pesar ou deixar resíduos;

Para o couro cabeludo descamado o ideal são os óleos de alecrim e de lavanda – eles estimulam e revigoram sem engordurar, e ajudam a controlar a queda dos fios e até a produção de novos. 

Comments

comments

Leave a Reply
Your email address will not be published. *

Click on the background to close