Nicki Minaj é desmentida após declarações contra a vacina do coronavírus

Nesta segunda-feira, 13, a cantora Nicki Minaj não compareceu ao Met Gala 2021 e explicou o motivo em suas redes sociais. O evento era restrito às pessoas que já estão imunizadas contra o novo coronavírus e ela afirmou em seu Twitter que ainda não se vacinou pois está pesquisando melhor sobre as consequências da vacina. Entretanto, o que chamou a atenção é que, junto com essa declaração, Nicki contou um caso bastante curioso. 

Leia mais:

De acordo com a rapper, um amigo de seu primo teria se tornado “impotente” sexualmente após tomar a vacina contra o coronavírus. “Meu primo em Trinidad não vai tomar a vacina porque um amigo dele tomou e ficou impotente. Seus testículos ficaram inchados”, ela escreveu no tweet. E a história fica ainda mais bizarra: “seu amigo estava a semanas de se casar, agora a garota cancelou o casamento”. 

Nicki Minaj foi bastante criticada nas redes sociais e fez questão de reafirmar diversas vezes que ela não é contra a vacina e está somente pesquisando mais para se sentir totalmente segura. Entretanto, sua história sobre a vacina gerar “impotência” repercutiu como “fake news” e vários especialistas se manifestaram sobre.

Nicki Minaj e sua família – Reprodução Instagram

O Ministro da Saúde de Trinidad e Tobago, país da cantora e sua família, Terrence Deyalsingh, falou sobre o caso durante uma coletiva de imprensa. Ele afirmou que perderam muito tempo para desmentir o boato, pois levam essas acusações muito a sério. “Até esse momento, não foi reportado nenhum efeito colateral ou evento adverso”, ele concluiu. 

Além do Ministro, outras personalidades importantes se manifestaram sobre as acusações de Nicki. A especialista norte-americana em saúde pública e professora na George Washington University, Leana Wen, explicou à Revista People que a impotência não é uma reação da vacina, mas pode sim ser um efeito colateral da própria doença. Leana também enfatizou o perigo que é a disseminação de informações falsas, principalmente quando parte de famosos. “É extremamente prejudicial ter figuras influentes, incluindo celebridades com uma grande mídia social, perpetuando essa informação”, disse a médica. 

A situação teve uma repercussão tão forte que até o Ministro da Saúde britânico, Sajid Javid, comentou sobre. Durante uma entrevista para a Times Radio, ele pediu para que famosos tivessem mais cuidado com o que dizem. “Estão realmente prejudicando as pessoas, porque as vacinas salvam vidas e vocês estão fazendo o contrário ao espalharem mentiras”, comentou Javid.

Comments

comments

Leave a Reply
Your email address will not be published. *

Click on the background to close