Monica Mamudo: rainha do TikTok

Nascida em Portugal, Monica Mamudo se considera “brasileira de coração”. Ela é uma das estrelas em ascensão no TikTok, também conhecida como rede oficial da geração Z. Para se ter uma ideia, em apenas 15 dias, Momo – como ficou conhecida por lá – conquistou mais de 50 mil seguidores na plataforma e seus vídeos acumulam milhares de visualizações, a transformando em um grande fenômeno. Atualmente, ela conta com mais de 250 mil admiradores.

O sucesso começou quando ela postou um vídeo falando sobre as diferenças entre as culturas brasileiras e norte-americanas, as confusões que sua mente faz ao pensar em inglês – Momo está morando em Los Angeles hoje. Todos esses cenários comuns foram sua inspiração para se tornar uma sensação viral da noite para o dia. 

Leia também:

@monicamamudo

a cidade das estrelas VAI BRILHAR só pra mim e eu vou 🗣 dar 🗣 na 🗣 cara 🗣 dessa 🗣 mulher 👇🏽😗🇧🇷 #tiktokcomedia #brasileirosnoseua

♬ Funky Town – The Dance Queen Group

Seus vídeos, grandes hits do TikTok, se tornaram um sucesso e foram curtidos por outros influenciadores como Camila Coelho e Kéfera e até as atrizes Maísa Silva e Bruna Marquezine. Já deu pra perceber que ela tem de tudo para se tornar a rainha dessa geração, né?

Não é pra menos que ela é uma das capas do nosso especial novos rostos da geração Z – com um ensaio feito por ela e uma fotógrafa, diretamente de sua casa nos EUA.

Vem ler o nosso bate-papo com ela:

DOMÍNIO POP: De onde você tirou a ideia de começar a fazer vídeos tão divertidos?
Momo: Eu sempre estive nesse mundo virtual e produzia conteúdo para meu canal no YouTube (Monica Mamudo) e minhas redes sociais, mas ainda não tinha me encontrado de uma maneira mais definitiva. Com a pandemia e a popularização do TikTok, fui ver qual era e daí fiz um vídeo de um desentendimento que tive com meu amigo americano, o Cole. A partir daí, vi que o pessoal meio que gostou da minha loucura e segui criando. Eu amo fazer os TikToks sobre minhas histórias em L.A e diferenças culturais!

Você sente que essa abordagem do TikTok talvez seja o futuro das redes sociais?
Não tem muito como saber, porque amanhã pode surgir uma rede social nova que vai varrer tudo. Mas eu acho que o TikTok te permite criar um conteúdo legal, mais interativo e rápido. Eu amo a praticidade do app e como uma pessoa lá no Japão pode aparecer aleatoriamente pra mim. Acho muito incrível essa globalização do aplicativo e como ele distribui o conteúdo!

Quais são as meninas que você mais curte acompanhar na rede social?
Depende muito! Eu Amo a Dove Cameron, Sofia Carson e Sabrina Carpenter no Instagram. Mas no TikTok eu gosto de ver os conteúdos da Tinx – que também mora aqui em Los Angeles. Me acabo de rir! 

Como foi o início em Los Angeles? Sentiu dificuldades para se adaptar no começo?
Não! É sempre difícil sem a família por perto, mas eu vim em 2016 e, em 2018, criei laços que ficaram. Já me sentia acolhida. O mal de Los Angeles é que, quando novas amizades começam a surgir, você nunca sabe se são por você ou pelo que você pode oferecer. Já sinto muito disso na minha vida. Já caí nessas roubadas algumas vezes, mas agora a intuição está afiadíssima!

Você também é atriz. Quais são os seus sonhos nessa área?
Em um mundo ideal, daqui alguns meses eu já estou em uma série da Netflix ou fazendo um filme de comédia romântica. Um musical também. Haha. Mas, na realidade, só quero estar em um projeto que passe uma mensagem boa e com um cast que se dê bem e vire família. Tipo em Outer Banks.

Que tipo de filme ou série sonha em atuar?
Comédia romântica é o must. Ou então algo como Dirty Dancing e Footloose. Eu sou fã de finais felizes.

E o Brasil? Pensa em fortalecer sua carreira por aqui de que forma?
No momento queria explorar mais as oportunidades em Los Angeles, que é onde me estabeleci. Fiquei tanto tempo trabalhando para vir para cá, que não consigo me imaginar em qualquer outro lugar. E seria INCRÍVEL representar o Brasil nas telinhas daqui.

Você também é muito ligada em moda. Sentiu alguma diferença na moda americana para a brasileira?
Sim! Meu estilo mudou muito. Os norte-americanos prezam muito pelo conforto, não ligam de usar calça de moletom e cara limpa. Los Angeles é assim também, mas o look é aquele que você-não-ta-arrumada-mas-parece-uma-modelo. Eu vou mais pelo lado de como estou me sentido: Amo meus vestidos, mas se quiser colocar minha bota de couro e short desfiado e camisetão, ninguém vai ligar.

Quais 3 dicas essenciais você daria pra bombar no TikTok?
1. Pode parecer bobo, mas: seja você mesmo. Eu gosto de consumir um conteúdo real que eu consiga me identificar e que me tire do que eu sempre vejo por aí.

2. Poste áudios originais! As dublagens são incríveis e tem gente que faz tão bem que eu fico chocada, mas uma história bem contada, uma receita ou uma dica são tão legais quanto!

3. Divirta-se! Se eu não for para eu me divertir produzindo, eu nem posto, porque isso fica visível. Seja você mesmo e crie um conteúdo que você gostaria de assistir, sem se ligar muito no que os outros vão pensar!

O presidente Trump está tentando banir o TikTok nos Estados Unidos. Como você se sente sobre isso? Já pensou em alternativas para continuar a produzir
Eu acho que ele é uma pessoa extremista e que não gosta de ser contrariada, e viu que os influencers têm sim uma voz que pode prejudicar a campanha dele. Então resolveu agir na covardia. Opressão e censura na minha opinião. O TikTok é uma ferramenta incrível, que me salvou nessa quarentena – eu moro sozinha em um país que não é o meu. Fiz uma conta no Triller e sempre terei o Twitter e Instagram (@monicamamudo em tudo), mas não acho que o TikTok vai acabar! Acho que uma solução chega já, já!

Comments

comments

Leave a Reply
Your email address will not be published. *

Click on the background to close