Mc Livinho é acusado de racismo por modelo: “Me xingou de todos os nomes”

O cantor Mc Livinho foi acusado de racismo pela modelo Raiélli Leon. Segundo ela, o funkeiro a ofendeu enquanto ela participava das gravações de um videoclipe.

Leia também:

“Não sei o que passou na cabeça dele, porque não tem como a gente saber o que se passa na cabeça de uma pessoa racista, idiota, escrota, mas ele começou a fazer umas dancinhas idiotas, obscenas, virando para o meu lado, pegando no saco, imitando o Michael Jackson, como se estivesse sarrando”, disse ela em seu Instagram.

Ainda de acordo com Raiélli, o pior aconteceu quando Livinho colocou o celular dele em seu cabelo e disse que o aparelho havia sido roubado por ela. “Tirei a mão dele e falei: ‘Para com isso, sai fora’. Tentei continuar dançando, todo mundo que estava no momento começou a rir. Satisfeito, porque ele queria aparecer, repetiu a brincadeira por mais duas vezes. Colocou a mão no meu cabelo e falou que estava espetando, catou o anel e colocou no meu cabelo, falou que roubei”, desabafou.

A modelo publicou as acusações após Livinho aderir ao movimento antirracista Black Out Tuesday, nesta terça, 2.

Após o desabafo da modelo, Livinho fez uma live alegando que a situação com ela já foi resolvida. “Para os meus fãs, estou me retratando e pedindo para vocês terem compreensão para entender o que aconteceu”, disse ele. “Quer dar fama para a mina? Dá fama para a mina. Mas por que a mina não está levantando a bandeira do movimento dela? Ela está jogando uma situação que já foi resolvida. Só me responde isso, mano. Eu não vou tirar o meu bagulho porque sou contra o racismo, contra o preconceito. Já sofri e ainda sofro.”

Comments

comments

Leave a Reply
Your email address will not be published. *

Click on the background to close