Marta Silva rebate declarações de Bolsonaro sobre futebol feminino no Brasil

A absurda disparidade de salários entre Marta Silva, nosso orgulho nacional que é dona do recorde de maior goleadora em Copas do Mundo, e Neymar Jr. foi uma das questões do Enem, realizado no último domingo, 17. Porém, essa importante discussão levantada pelo Exame Nacional do Ensino Médio não foi bem vista por Jair Bolsonaro, presidente do Brasil.

Leia também:

Em conversa com seus apoiadores em Brasília, neste segunda, 18, Bolsonaro disse que a abordagem levantada pela questão é “ridícula” e que o “futebol feminino ainda não é uma realidade no Brasil”.

“O banco de questões do Enem não é do meu governo ainda, é dos governos anteriores. Têm questões ali ridículas, ainda. Ridículas, tratando do assunto. Comparando mulher jogando futebol, mulher e homem, por que que a Marta ganha menos que o Neymar”, disse ele.

“O que o Neymar ganha por ano, todos os times de futebol juntos no Brasil não faturam por ano. Como que vai pagar para a Marta o mesmo salário? Isso chama-se iniciativa privada. Ela que faz o salário. Ela que mostra para onde o mercado deve ir. Então, [o exame] faz umas questões absurdas sempre pregando a igualdade, mas por baixo”, adicionou o presidente.

Em seu Instagram, Marta rebateu os comentários de maneira enigmática – mas que foi captada muito bem por todos nós. “Uns serão lembrados como os melhores da história, já outros…”, escreveu ela. E não mentiu!

Comments

comments

Leave a Reply
Your email address will not be published. *

Click on the background to close