Jovem negro precisa provar que é dono de bicicleta após ser acusado injustamente de roubo no Rio de Janeiro

Até quando, gente!? Mais um caso revoltante de racismo aconteceu no Rio de Janeiro no último fim de semana. O instrutor de surfe Matheus Ribeiro, um garoto negro, teve que provar que a bicicleta que estava segurando era dele para uma dupla de jovens brancos no Leblon, zona sul da cidade. Eles insistiram na acusação e acabaram recuando quando se deram conta que estavam enganados.

Leia também:

De acordo com Matheus, enquanto esperava a sua namorada em frente ao Shopping Leblon, um homem o abordou o acusando de ter pego a bicicleta de uma mulher. “Você pegou essa bicicleta ali agora, não foi?”, disse ele. Diante da acusação, Matheus teve que mostrar fotos antigas da bike e provar que o item era dele mostrando o cadeado.

“Eu só consegui provar que a bicicleta é minha quando, sem minha autorização, o lindo rapaz pega o cadeado da minha bicicleta e tenta abrir. Frustrado com sua tentativa, ele diz que não me acusou, afinal, o rapaz só estava perguntando”, escreveu ele nas redes sociais.

Em um vídeo divulgado, Matheus mostra o equívoco da dupla de jovens, que vão embora após a situação. “Moral da história: esses filhos da p*** não aguentam nos ver com nada. No mesmo lugar que eles?! Piorou. Eu não era alguém pedindo esmola ou vendendo jujuba… Um preto numa bike elétrica?! No Leblon???!”, desabafou o jovem.

Em entrevista ao jornal O Globo, Matheus revelou que, caso a polícia tivesse flagrado a cena, o desfecho seria pior. “Conversei com amigos do trabalho hoje e eu falei que dei sorte de não ter passado polícia. Para a polícia, até explicar que a bicicleta era do preto no Leblon, poderia ser pior”, disse ele, que chegou a prestar uma ocorrência na delegacia. “O que eu espero é que no mínimo as pessoas que fizeram isso tenham consciência do que estão fazendo. Minha intenção na delegacia não é ganhar cesta básica. Eles aparentavam ser jovens formados nos estudos, e com informações que temos, precisamos estar ligados com isso.”

Comments

comments

Leave a Reply
Your email address will not be published. *

Click on the background to close