Djamila Ribeiro fala sobre ameaças: “São uma reação às conquistas da população negra”

Esta semana, a filha de 15 anos da filósofa e escritora Djamila Ribeiro foi ameaçada nas redes sociais. “Nós sabemos onde sua mãe mora! Não tem arrego”, dizia uma mensagem recebida pela jovem. Nesta sexta, 31, Ribeiro falou ao programa Encontro com Fátima Bernardes sobre os ataques.

Leia também:

Ela contou que é constantemente vítima de racismo e discursos de ódio, porém decidiu levar o caso a polícia porque sua filha foi atingida. “Achei que todos os limites foram ultrapassados. Pela primeira vez na minha vida tomei uma decisão dessa, que foi denunciar, fazer um BO. Essa semana estive na delegacia de crimes raciais e intolerância para depor, levar os celulares para a perícia”, contou ela.

Ainda segundo a escritora, “as pessoas estão muito contaminadas por ódio e não percebem o quanto uma atitude delas pode chegar em responsabilidade dela.”

Na entrevista, ela ressaltou a importância de as redes sociais fiscalizarem e punirem os responsáveis por discursos desse tipo.

“Penso que essas plataformas precisam encontrar políticas melhores, encontrar essas pessoas que disseminam discursos de ódio. Essas empresas lucram porque os anunciantes estão lá”, completou ela. “Minha intenção não é nem ir para cima de indivíduos, porque são milhões de pessoas usando essa plataforma. Essa plataforma precisa encontrar meios de reprimir esse tipo de comentário. (…) Precisa, de fato, haver uma responsabilização dessas plataformas. (…) Penso que esses ataques são uma reação a esse aumento de visibilidade, a esse aumento de conquistas que aconteceram nos últimos anos em relação à população negra.”

Comments

comments

Leave a Reply
Your email address will not be published. *

Click on the background to close