Como a colorimetria pode ajudar na hora de montar o look perfeito?

Já parou para pensar em como algumas cores específicas de roupas nos caem melhor do que outras? A escolha certa do tom é um passo muito importante na hora de escolher o look ideal. As cores podem interferir na valorização das peças, na personalidade, pele, beleza e até da sua autoestima.

Leia também:

Por isso, existe um método capaz de identificar as tonalidades que mais se adequam a suas características físicas: a colorimetria. O conceito pode ser aplicado não só para roupas, mas também aos tons da maquiagem, sapatos, dos esmaltes e até na cor do seu cabelo, e pode fazer toda a diferença no resultado final de uma produção.

“Nem toda cor favorece todo tipo de pele, por isso é tão importante saber o que te valoriza para fazer escolhas acertadas na hora de escolher um look. Pensando nisso, fazemos a análise de cores pessoal”, comenta a consultora de moda Angélica Della Nina.

Como funciona a colorimetria?

Para encontrar as cartelas de cores específicas que vão valorizar mais a sua beleza, é necessário ter conhecimento da paleta de cores sazonais. As cartelas da colorimetria dividem as cores em tons de outono e inverno (cores frias) e primavera e verão (cores quentes).

A estação mais fria do ano representa cores mais profundas e tons mais fechados, já o verão representa cores mais delicadas e agradáveis. A primavera estampa tons mais alegres e chamativos, diferente do outono, que representa cores mais quentes tons mais terrosos.

Adequando isso a coloração pessoal, existem peles negras que têm a temperatura fria e peles brancas com a temperatura quente. Tudo isso depende dos subtons de cada pessoa.

Descubra qual o subtom da sua pele

Confira as técnicas da Angelica de como descobrir o subtom da sua pele:

Dica 1: veja se sua pele fica melhor com acessórios dourado ou prata
Um truque muito simples para identificar se sua pele é amarelada ou rosada – ou seja, quente ou fria – é perceber se ela fica melhor com acessórios dourados ou prateados.

Dica 2: faça o truque do pano branco
1- prenda todo o cabelo para deixar o rosto livre e pegue um pano branco (pode ser qualquer um, até mesmo uma camisa); 

2 – coloque ao lado do seu rosto; 

3 – por fim, observe que tom sua pele ganhará comparada ao pano: se ela ficar mais puxada para o amarelado, o subtom é quente; se exibir uma nuance mais azulada, é fria

Dica 3: observe o tom das suas veias
Nessa dica, basta observar a cor das suas veias. para fazer isso, é só virar o antebraço e ver para que nuance elas aparecem no pulso: se for para a esverdeada, significa que seu subtom é quente; mas, se puxar mais para o azul, ele é frio. 

Quais cores ficam melhores para a temperatura da minha pele?

Após descobrir o subtom da sua pele (se ela é quente ou fria), é possível utilizar o círculo cromático para descobrir quais cores caem perfeitamente bem em você.

O círculo cromático facilita muito na ajuda dos looks no dia a dia. Veja como fica fácil usar:

Coordenações monocromática
É a combinação de uma mesma família, variando intensidade e profundidade, ou seja, uma mesma cor dos pés à cabeça ou tom sobre tom.

Coordenações de cores análogas
É a combinação entre as cores vizinhas no círculo cromático, que por serem próximas possuem pouco contraste entre elas.

Coordenações de cores complementares
São combinações das cores opostas no círculo cromático, criando muito contraste.

Coordenações de cores em tríade
É a combinação de três cores igualmente espaçadas no círculo cromático.

Coordenações de neutros
É a combinação das cores centrais do círculo cromático, que já perderam saturação e praticamente não se vê a matiz (família) original.

“E vale ressaltar que na moda vale tudo, a moda é democrática, mas se soubermos usar a análise cromática a nossa favor vamos valorizar ainda mais nosso visual, e o principal, nossa autoestima”, finaliza a consultora de moda.

Comments

comments

Leave a Reply
Your email address will not be published. *

Click on the background to close