Bruno Peixoto: de “Malhação” a filme com foco no Oscar

O ator Bruno Peixoto, de 26 anos, ficou super conhecido depois de atuar no filme Meus 15 Anos e de ganhar um papel de destaque em Malhação: Toda Forma de Amar, em 2019. Agora, ele se prepara para viver mais um grande papel no cinema: o personagem Domingos no filme M8 – Quando a Morte socorre a Vida, que estreia dia 3 de dezembro nos cinemas.

Leia também:

Domingos é um jovem estudante de medicina, homossexual e livre de qualquer tipo de preconceito. Na trama é um dos amigos de Mauricio (Juan Paiva), protagonista do longa, e de Suzana (Giulia Gayoso). Juntos, os estudantes decidem ir em busca de respostas sobre quem é M8 e sua história.

“Foi um desafio muito grande dar vida ao Domingos, passamos por um laboratório onde estudamos sobre medicina através de cadáveres de verdade. Com esse papel eu também consegui entender muito sobre as diferentes formas de preconceito”, conta ele ao DOMÍNIO.

Outra coisa bem legal sobre M8 é que o filme está concorrendo a uma indicação brasileira ao Oscar 2021, ou seja, podemos esperar pra ver o Bru em Los Angeles, viu!?

Conheça mais sobre o ator – que também tem uma forte ligação com esportes – no bate-papo que tivemos com ele:

DOMÍNIO: Conta sobre seu papel em M8. O que podemos esperar pra ver nas telonas?
Bruno Peixoto: Foi um desafio muito grande dar vida ao Domingos, passamos por um laboratório onde estudamos sobre medicina através de cadáveres de verdade. Com esse papel eu também consegui entender muito sobre as diferentes formas de preconceito.

Podem esperar uma história muito atual e importante de ser contada, vista por um olhar extremamente sensível do nosso querido diretor Jeferson De. Tenho certeza que muitos vão se identificar.

O filme está concorrendo a uma indicação brasileira ao Oscar. Seria esse um sonho pra você?
Sem dúvida é um grande sonho! Estou bastante confiante de que iremos ganhar uma vaga no Oscar. Penso todos os dias sobre isso e agradeço muito por estar fazendo parte de um projeto tão especial.

Recentemente você atuou em Malhação. Qual é a diferença entre cinema e TV?
Sou apaixonado pelo audiovisual, estando na tv ou no cinema, ali é meu lugar. A maior diferença está no volume das cenas que são gravadas no dia. Na televisão tem dias que gravamos 30, 40 cenas por dia, já no cinema a média de cenas gravadas em uma diária é bem menor, então acabamos tendo mais tempo.

Muita gente ainda remete você ao filme Meus 15 Anos. Você acha que esse foi o trabalho que mais te trouxe visibilidade? Quais foram as lições mais valiosas que aprendeu?
Foi sim, eu recebo até hoje o carinho do público e feedback sobre este trabalho. Foi um dos momentos mais especiais que já vivi, conheci pessoas incríveis, fiz amigos maravilhosos e é muito legal ver que aquela imersão que fizemos para gravar este filme no início de 2017 gerou algo tão bonito e que será eterno para toda uma geração.

Você chegou a cursar educação física, né? Qual é a sua ligação com esporte?
Sim, sempre fui apaixonado por todo tipo de esporte. Hoje cuidar da saúde do meu corpo através do exercício físico faz parte da minha rotina, e poder contribuir com a saúde dos outros me faz muito bem.

Como fez para lidar com a saúde mental na quarentena? Aproveitou o isolamento para se desenvolver mais como ator?
Busquei ocupar minha cabeça com coisas que me fazem bem e fiquei muito mais tempo com a minha família. Aproveitei para estudar bastante, ler e assistir muitos filmes e séries. Acredito que todos sairemos diferentes depois dessa pandemia.

Comments

comments

Leave a Reply
Your email address will not be published. *

Click on the background to close