As 5 melhores notícias sobre a cura do coronavírus

Durante todos os meses de pandemia, é comum a gente abrir os sites de jornais e se decepcionar com a quantidade de notícias tristes sobre a evolução da covid-19. Consequentemente, a gente se desespera, o pessimismo toma conta e fica difícil imaginar uma saída dessa situação. Porém, ao mesmo tempo, algumas coisas muito boas estão acontecendo, o que nos leva a crer que a cura do novo coronavírus já pode ser vista no horizonte.

Leia também:

Para deixar o seu dia mais feliz, reunimos abaixo as cinco principais boas notícias que rondam essa situação da covid-19 no Brasil e no mundo. Vem ver:

Fiocruz aposta em vacinação a partir de fevereiro de 2021

Pesquisadores da Fiocruz, no Rio de Janeiro, acreditam que uma vacina contra o coronavírus poderá ser usada em fevereiro de 2021 para público específico. A fundação fechou uma parceria com a Universidade de Oxford para a produção de uma imunização que já está em fase de testes finais no Brasil. Os primeiros resultados devem ser obtidos a partir de outubro. Sendo eles positivos, a produção da vacina pode começar nos meses seguintes.

Segundo o Ministério da Saúde brasileiro, 15 milhões de doses poderão ser produzidas em dezembro e outras 15 milhões em janeiro.

Quase 2 milhões de curados no Brasil

Segundo o Ministério da Saúde, mais de 1,9 milhão de pessoas já se recuperaram do coronavírus no Brasil. O país conta com mais de 2,7 milhões de casos confirmados e mais de 94 mil mortes por complicações causadas pela covid-19.

São Paulo tem queda de óbitos e internações

O estado de São Paulo, epicentro do coronavírus no Brasil, teve uma queda no número de óbitos e novas internações nas últimas semanas. O Governador João Doria anunciou nesta segunda, 3, que, pela segunda semana consecutiva, SP registrou redução nos índices de óbitos e internações por coronavírus. A diminuição no número de mortes chegou a 8%.

Estudo descobre 21 remédios que bloqueiam a reprodução do coronavírus

Um estudo publicado pela revista Nature identificou 21 remédios existentes, usados para tratamentos de outras doenças, que conseguem impedir a replicação do novo coronavírus no corpo humano. “Esse estudo expande significativamente as possibilidades de opções terapêuticas, sobretudo, porque muitas das moléculas já têm os dados de segurança clínica no homem. Com a base da nossa análise, a clofazimina, hanfangchin A, apilimod e ONO 5334 representam as melhores opções a curto prazo”, destacou o diretor do Programa de Imunidade e Patogênese da Sanford Burnham Prebys e autor sênior do estudo, Sumit Chanda.

Ventilador pulmonar emergencial criado pela USP é aprovado nos testes

O governador de São Paulo, João Doria, anunciou que o Instituto do Coração (Incor) do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP vai começar a utilizar dez ventiladores pulmonares, desenvolvidos por pesquisadores da Escola Politécnica (Poli), em pacientes acometidos pela covid-19. O projeto do Ventilador Pulmonar Inspire surgiu com o objetivo de desenvolver um equipamento nacional, livre de patente, de baixo custo e de rápida produção.

Foto: Cecília Bastos/USP Imagem

Comments

comments

Leave a Reply
Your email address will not be published. *

Click on the background to close