Argentina aprova a legalização do aborto após debate de 12 horas

É lei! O Senado da Argentina aprovou na madrugada desta quarta, 30, a legalização do aborto em todo o país. O debate que levou 12 horas contou com 38 votos a favor da legalização, 29 contra e uma abstenção.

Leia também:

No texto aprovado, mulheres têm direito a interromper voluntariamente a gravidez até a 14ª semana de gestação. Após esse período, o aborto poderá ser feito apenas em situações de risco para a gestante ou quando a concepção for fruto de um estupro.

“O aborto seguro, legal e gratuito é lei. Hoje somos uma sociedade melhor, que amplia os direitos das mulheres e garante a saúde pública”, declarou Alberto Fernández, presidente do país.

Sendo assim, a Argentina se torna o 67º país a aprovar a legalização do aborto em todo o mundo. Na América Latina, o Uruguai, Cuba, Guiana, Guiana Francesa e Porto Rico já aprovam legalmente a interrupção da gravidez. No Brasil, o aborto só é permitido em caso de estupro, risco de vida para a mãe e feto com anencefalia.

Segundo informações da AP, abortos clandestinos já provocaram a morte de mais de 3 mil mulheres na Argentina desde 1983. A cada ano, 38 mil mulheres são hospitalizadas no país em decorrência de complicações do procedimento.

Comments

comments

Leave a Reply
Your email address will not be published. *

Click on the background to close