André Lamoglia, o destaque brasileiro de “Elite”

Depois de ter sido um dos protagonistas de Juancas, série da Disney que foi indicada ao Emmy, André Lamoglia está mais do que pronto para conquistar o mundo: ele será o representante brasileiro na série Elite, uma das tramas de maior sucesso na Netflix, que estreia a sua quarta temporada nesta sexta, 18.

Andrés García Luján

De uma série voltada para o público pré-adolescente para outra recheada de conflitos e com um ar mais adulto, Lamoglia mostrará a sua versatilidade. “Sair de um trabalho mais voltado pro público infanto-juvenil, numa trama descontraída, e ir pra outro com classificação etária e pano de fundo bem denso só ajuda com que eu crie mais ferramentas e possibilidades, artisticamente falando”, conta ele ao DOMÍNIO POP.

Mais capas:

Com apenas 23 anos, André também tem passagens pela Globo, na série Segredos de Justiça (em que interpretou filho da personagem da atriz Glória Pires), e teve um dos papéis centrais em Eu sou mais eu, longa-metragem vencedor do Prêmio do Grande Cinema Brasileiro, na categoria Voto Popular, além de ter atuado na série argentina Disney Bia.

Sobre seu personagem em Elite, ainda não temos muitos detalhes – ele só deve aparecer na trama na quinta temporada, prevista para 2022 -, mas já é sabido que veremos o brasileiro entre os protagonistas dessa trama tão querida.

Se liga no bate-papo que tivemos com ele:

Andrés García Luján

DOMÍNIO: Como aconteceu o convite para Elite? Como rolou o contato da Netflix?
Meu material foi enviado pelo meu empresário pro produtor de elenco, em seguida fiz meu primeiro teste com um texto já antigo da série, depois alguns outros testes, e um tempinho depois veio a grande notícia! Cheguei a fazer uma reunião com um dos produtores via streaming aqui do Brasil mesmo (e ele da Espanha). 

Conta um pouco de seu personagem pra gente. Quais características vocês têm em comum?
Infelizmente ainda não posso contar mais sobre, adoraria, a única coisa realmente que posso falar é que é um personagem e núcleo, do meu ponto de vista, muito interessante, mas sei que sou suspeito pra falar isso! 

Você já acompanhava Elite antes? Como foi a recepção do elenco?
Acompanhava e gostava muito! É motivo de orgulho fazer parte dessa produção de tanta qualidade e reconhecimento mundial que eu já admirava como espectador. Fui super bem recebido por todos e o clima é de amizade e parceria nos bastidores!

Andrés García Luján

Você também teve que mudar para a Espanha, né? Como está sendo a adaptação por aí?
Como qualquer mudança, no início sempre tem aquele momento de adaptação, que você não conhece muita gente ainda, não sabe quais são os melhores restaurantes, uma academia por perto, coisas simples que com o tempo você vai descobrindo e fazendo disso uma rotina. A pandemia aqui está melhorando mas ainda é uma realidade, estou na esperança, como todos, para o mais rápido possível voltar nossas vidas normais e aproveitar Madri como essa cidade merece. 

Você sentiu algum desafio em relação a língua?
Não, pois o espanhol no meu meio de trabalho já é uma realidade desde 2019 quando comecei a gravar a série Disney Bia, gravada na Argentina e totalmente em espanhol.

O que você sente mais saudades do Brasil?
Da família e amigos, das praias…

Andrés García Luján

Você saiu de uma série para o público mais jovem na Disney e agora está em uma com temas mais densos. Como você encara essa versatilidade?
Tem sido muito enriquecedor! Como ator eu busco, entre outras coisas, versatilidade. Sonho fazer papéis diversos, totalmente diferentes uns dos outros… Então, sair de um trabalho mais voltado pro público infantojuvenil, numa trama descontraída, e ir pra outro com classificação etária e pano de fundo bem denso só ajuda com que eu crie mais ferramentas e possibilidades, artisticamente falando.

Gravar em meio a pandemia deve ser um baita desafio, né? Como foi pra você?
É um desafio sim, muitas etapas a serem cumpridas que não estávamos acostumados antes da pandemia. Mas já estamos adaptados a todo o protocolo de segurança, já foi virando parte da rotina.

O que você costuma fazer para se distrair na Espanha? Imagino que o país já esteja reabrindo depois da quarentena…
Nos tempos livres, estou estudando, conhecendo um pouco mais de Madri, de forma segura e seguindo os protocolos, fazendo exercícios…

Conta um pouco pra gente sobre o início da sua carreira. Como foi começar a atuar ainda na adolescência?
Meu início de carreira foi realmente por acompanhar meu irmão mais velho, Victor Lamoglia, que hoje além de ator está desenvolvendo seus roteiros e projetos pessoais. Quando tinha uns 14 anos, sempre acompanhava ele nas peças que fazia, e me encantava estar ali vendo todo aquele backstage. Cheguei a trabalhar com ele numa peça que fazia, como stand in, montava cenário, eu adorava. Então pedi meus pais pra me botarem num curso de teatro, comecei a estudar e correr atrás das oportunidades. 

Como você vê o futuro da sua carreira? Quais portas espera que “Elite” abra?
Eu espero trilhar uma carreira com personagens diversos, contando ótimas histórias, a prioridade, profissionalmente falando, é essa! Elite é um sucesso em todo mundo e sei que é uma grande oportunidade de mostrar meu trabalho, sou honrado e grato por fazer parte da produção.

Comments

comments

Leave a Reply
Your email address will not be published. *

Click on the background to close