Ana Clara: “Ninguém aprende nada com a cultura do cancelamento”

Em 2018, quando Ana Clara entrou no Big Brother Brasil, ela não imaginava que a sua vida iria se transformar tanto alguns anos mais tarde. Em 2021, além de comandar um programa sobre o reality exibido no site da Rede Globo, Ana também ficou responsável por apresentar o Plantão BBB na TV, durante boa parte da tarde na emissora carioca.

Férias? Que nada! A carioca emendou as atrações em outras duas, uma focada no reality No Limite e outra no The Voice Kids, exibida no Globoplay. “Foi muito especial para minha carreira como apresentadora fazer um projeto como o The Voice que, junto com o No Limite, são assuntos completamente diferentes do que eu já fiz, como o BBB, no caso. Pensando nesse aspecto, é muito bom”, conta ela ao DOMÍNIO POP.

Mais capas:

Nossa capa do mês de julho (obrigado, Ana!) também fala sobre cultura do cancelamento, relembra sua passagem pelo BBB e, por que não, entrega alguns segredos de beleza. Se liga:

Foto: Fernanda Garcia

DOMÍNIO: Você esperava que o BBB fosse lhe trazer tudo isso que está vivendo hoje?
Ana Clara: De maneira alguma. Não imaginava que teria um retorno tão grande e que eu iria viver tantas coisas nesse meio. 

Qual é o principal sentimento que mais passava pela sua cabeça no BBB?
Eu tinha muito medo de tomar uma decisão errada ou de fazer de alguma coisa que eu me arrependesse depois. Ah, e também o que as pessoas aqui fora pensavam de mim… 

Foto: Fernanda Garcia

Como você fez para lidar com tanta exposição pós reality?
Não fiz nada para lidar, só tive que aprender a lidar. No final deu tudo certo, graças a Deus. É difícil no começo, mas você se acostuma. 

Você sempre quis trabalhar à frente da TV?
Sempre quis trabalhar na televisão, sempre foi uma vontade minha. Eu estudei muito pra isso. É muito gratificante ter conseguido em tão pouco tempo trabalhar com o que eu amo. 

Você esteve à frente de um programa sobre o The Voice Kids e outro sobre No Limite. Como avalia essas experiências?
Foi muito especial para minha carreira como apresentadora fazer um projeto como o The Voice que, junto com o No Limite, são assuntos completamente diferentes do que eu já fiz, como o BBB, no caso. Pensando nesse aspecto, é muito bom. 

Esse BBB falou muito sobre o cancelamento. Você, como figura pública, como lida com esse tribunal da internet? 
É muito nociva. Não ajuda nada, não ajuda ninguém, não faz ninguém evoluir. Quando você cancela alguém, você não está ajudando aquela pessoa, está só silenciando o que aquela pessoa está falando. Ninguém aprende nada assim, né!? Na base do soco. É lógico que existem atitudes que precisam ser repudiadas, mas as pessoas não precisam ser tão ríspidas pra tratar as outras. 

Foto: Fernanda Garcia

Você já chegou a ser cancelada? Como superou?
Nunca cheguei a ser cancelada, mas eu acredito que deve ser muito difícil. 

Falando sobre beleza: qual truque você aprendeu nos camarins e backstages e leva pra vida?
Tenho um de cabelo que é mara. Pra você deixar o penteado bem presinho, é só pegar um elástico, colocar dois grampos no elástico, colocá-lo no cabelo, dar a volta e prender. Seus fios não soltam por nada. 

Qual item de maquiagem não pode faltar no seu nécessaire? 
Blush, com certeza! E rímel também. 

Muito se fala em autocuidado na pandemia. Qual hábito você tem para manter a saúde mental no lugar nesses tempos?
O melhor hábito pra manter a cabeça no lugar nesses tempos é a terapia, né? Não tem outra coisa que ajude tanto. É claro que fazer exercícios é muito bom, conciliar o físico com o mental, mas terapia é a chave pra tudo. 

Fotos: Fernanda Garcia
Beleza: Lu Rech
Styling: Milton Castanheiras
Assessoria: Camila Novo

Comments

comments

Leave a Reply
Your email address will not be published. *

Click on the background to close