7 filmes que prometem fazer bonito no Oscar 2021

Esta semana, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood anunciou que o Oscar 2021 foi adiado para o mês de abril – inicialmente, a cerimônia iria acontecer no dia 28 de fevereiro. A mudança acontece por conta do isolamento social imposto pela pandemia do novo coronavírus. Com a quarentena, cinemas do mundo inteiro fecharam as suas portas e estreias de filmes acabaram sendo adiadas.

Leia também:

Porém, já é possível fazer alguns chutes dos longas que prometem fazer bonito na premiação. Filmes elogiadíssimos já estrearam e outros promissores estão à caminho. A gente já pode fazer algumas apostas, né? Vem ver quais são as nossas 7 maiores escolhas para brilhar no ano que vem.

Respect

Você está pronto para se emocionar e muito? A vencedora do Oscar Jennifer Hudson interpreta Aretha Franklin na cinebiografia que a própria cantora de soul ajudou a desenvolver antes de sua morte – ela até escolheu Hudson como estrela principal do longa. Inclusive, a gente aposta fortemente na indicação dela para a estatueta de melhor atriz. Será que vem aí? Respect chega aos cinemas em 25 de dezembro.

Ammonite

O drama conta a história de Mary Anning, uma paleontologista que se apaixona por Charlotte, mulher de um de seus clientes. A trama é estrelada por duas estrelas queridíssimas pela Academia: Kate Winslet, ganhadora de uma estatueta, e Saoirse Ronan, já indicada 4 vezes. Filmes com temática LGBTQ+ têm um bom histórico no Oscar – quem aí se lembra de Moonlight sendo indicado a oito categorias e ganhando três delas? – e ainda conta com um elenco de peso. Forte candidato!

The Trial of the Chicago 7

Aaron Sorkin, conhecido por ser o diretor de Steve Jobs – dirige a trama em que um grupo de homens acusados ​​de incitação se revoltam contra a Guerra do Vietnã em 1968. Com um elenco que inclui os pesos pesados ​​da temporada do Oscar, Eddie Redmayne, Mark Rylance, Michael Keaton e Frank Langella, prevemos grandes vitórias em muitas categorias. Estreia no Brasil em dezembro.

The French Dispatch

O novo filme de Wes Anderson segue editores e jornalistas de uma revista de ficção ambientada em uma metrópole francesa fictícia. O elenco é um caso à parte: Tilda Swinton, a vencedora do Oscar Frances McDormand, Timothée Chalamet, Saoirse Ronan, Williem Dafoe e Edward Norton. Por enquanto, segue sem previsão de estreia no Brasil.

Destacamento Blood

Produzido pela Netflix, Spike Lee dirige esse filme que se passa na Guerra do Vietnã. Não é um número típico de guerra épica: esta narrativa segue quatro veteranos afro-americanos que retornam à cidade de Ho Chi Minh nos dias atuais para descobrir o que aconteceu com seu ‘quinto sangue’, representado de forma brilhante em flashbacks por Chadwick Boseman, cujo personagem foi assassinado em ação. Já está disponível na plataforma.

Tenet

Christopher Nolan tem uma relação curiosa com a sétima arte. Ele é um dos poucos diretores que consegue equilibrar sucesso comercial com o prestígio de premiações como o Oscar – leia-se A Origem, blockbuster que venceu quatro categorias em 2011. Em Tenet, o feito pode se repetir. O filme, que conta com John David Washington, Robert Pattinson, Elizabeth Debicki e Aaron Taylor-Johnson no elenco, envolve o mundo da espionagem internacional e viagens no tempo. Estreia no Brasil em 23 de julho.

Soul: Uma Aventura Com Alma

No quesito animação, Soul deve ser visto com ótimos olhos pela Academia. Dirigido pelo animador vencedor do Oscar Pete Docter, que nos trouxe Up, o filme vê um professor de música escolar – dublado por Jamie Foxx – com sonhos de tocar em um lendário clube de jazz de Nova York. Quando sua alma é acidentalmente separada de seu corpo, começa uma jornada comovente que motivará todos nós a realizar nossos sonhos. O longa tem estreia marcada no Brasil para 20 de novembro.

Comments

comments

Leave a Reply
Your email address will not be published. *

Click on the background to close