Pabllo Vittar fala sobre assédio dos fãs e representatividade: “A discriminação precisa ser falada e discutida”

No dia 2 de junho, São Paulo receberá o Milkshake Festival, festa que reunirá ícones LBGT em um grito pela diversidade, tolerância e respeito. Já nesta segunda, 16, a produção do festival reuniu convidados para uma discussão sobre preconceito e aceitação com uma parte do time incrível de atrações – Pabllo Vittar, Gretchen, Preta Gil, Simony, Lia Clark, Gloria Groove e Wanessa Camargo. E é claro que a gente esteve lá e bateu um papo com essa galera que a gente ama!

Prestes a embarcar para Los Angeles e gravar o seu segundo álbum de estúdios, Pabllo prometeu pra gente que 2018 será um ano ainda melhor do que o que passou. “Será ainda melhor”, adiantou. Perguntada sobre o assédio dos fãs, a musa falou que adora ver o carinho e o calor dos vittarlovers. “Eu amo porque eu  quando gosto também vou atrás, vou no hotel, quero fazer foto, tirar vídeo. Respondo a esse carinho todo com mais carinho.”

// cover girl 💕 styling: @victorfdmiranda • photo: @pauloguimaraes

A post shared by Pabllo Vittar ✨ (@pabllovittar) on

Recentemente, Pabllo lançou o clipe da música Indestrutível, que discute o bullying nas escolas e mostra cenas comuns que jovens LGBTs sofrem nas escolas. “odos os dias a gente pode fazer alguma coisa para melhorar a nossa situação. Não só eu mas a maioria des jovens LGBT que passaram por isso na escola. E a gente ainda passa por todos os dias infelizmente por alguns momentos desagradáveis e com o clipe eu quis passar uma mensagem que você ao pé da letra é mesmo, mostrar a realidade que acontece todos os dias, em escolas e ambientes de trabalho, a intolerancia e a discriminação que não pode mais ser cometida assim de forma tão brutal e tem que ser falada e discutida”, falou.

Quem também é representante da diversidade e da aceitação do próprio corpo é Preta Gil, que também esteve presente no evento. A cantora posta periodicamente fotos em suas redes sociais usando biquíni e revelou que faz isso para empoderar outras mulheres a fazerem o mesmo e a se orgulharem do próprio corpo. “uando eu posto uma foto de biquíni eu não estou postando aquilo por mim, posto porque  aquilo liberta muitas mulheres. Representatividade importa. Ser uma representante hoje com 44 anos de uma mulher que se ama  é algo que inspira muitas meninas. É muito difiícil dizer para uma jovem  ‘se ame, se goste’, se todo o resto está falando que não, ‘não se ame, não se goste que voce não pode ser feliz se você for gorda.”

O Milkshake Festival acontece no dia 2 de junho na Arena Anhembi, em São Paulo.

 

Comments

comments

Leave a Reply
Your email address will not be published. *

Click on the background to close