Mulheres negras e jovens são as principais vítimas do desemprego, relata estudo

Foto: Shutterstock

Que a desigualdade de gênero é algo bem presente no mercado de trabalho isso todo mundo já imaginava. Além da diferenciação salarial e da disputa por cargos mais altos, o desemprego também costuma afetar mais as mulheres.

Leia também: 

De acordo com um estudo divulgado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), mulheres jovens e negras são as maiores vítimas do desemprego no Brasil.

O estudo mostra que mulheres brancas estão 30% mais vulneráveis ao desemprego do que a média nacional. Quando se trata de mulheres negras, esse número sobe para 50%. As mais jovens sofrem ainda mais: 60% para quem tem entre 18 e 29 anos.

Segundo Maíra Franca, uma das pesquisadoras responsáveis, “a falta de experiência profissional e a necessidade de conciliar trabalho com estudos são alguns dos fatores que dificultam a entrada dos jovens no mercado de trabalho.”

Comments

comments

Leave a Reply
Your email address will not be published. *

Click on the background to close