Michael B. Jordan deu uma importante declaração sobre a representatividade negra no cinema

Foto: Shutterstock

O ator Michael B. Jordan, de Pantera Negra, fez alguns importantes comentários sobre representatividade negra no cinema. Em entrevista à Vanity Fair, o astro disse que o fato de ser negro pode ser um distintivo de honra para ele, mas admitiu que é algo incapacitante para muitos outros artistas de cor.

Leia também:

“Eu sou em primeiro lugar um homem negro, com certeza, mas o que estou tentando fazer e o que estou tentando representar e construir é universal”, disse.

Transitando entre os bastidores e a atuação, Jordan conta que luta para trazer não somente mais atores negros para a sétima arte, mas como pessoas para trabalharem nas produções dos filmes, assim como histórias que reforcem a importância da representatividade. “Nós vivemos nos tempos em que tudo é baseado em raça”, desabafa. “E para mim, é algo como, eu entendo, eu entendo… Isso só faz tudo tão carregado. Quando a maneira de fazer isso é para tipo ‘Cavalo de Tróia’, então as pessoas olham para cima e digam: ‘Oh, uau, o que aconteceu? Eu nem percebi isso'”, acrescentou ele, que torce para que um dia a representatividade seja algo tão comum que nem será tão falada.

 

Comments

comments

Leave a Reply
Your email address will not be published. *

Click on the background to close