Melasma: o que é e como tratar as manchas no rosto

Foto: Shutterstock

Se você não tem, com certeza conhece alguém que tenha. Os motivos para o surgimento do melasma, principalmente quando as temperaturas começam a cair, são inúmeros. “Para combatê-lo é preciso antes conhecer. Primeiramente, o melasma não tem cura. Não há tratamento milagroso. Há na verdade uma associação de tratamentos e o resultado é sempre muito pessoal. Algumas pessoas respondem super bem e outras não”, afirma Dra. Mayla Righi, especialista da Clinée Medicina Estética, no Rio de Janeiro.

Leia também:

melasma se caracteriza pelo surgimento de manchas escuras, mais comumente na face, mas que também podem aparecer nos braços, pescoço e colo.

Reaplicar o protetor solar é uma forma simples de combater as manchinhas. O ideal é usar um produto que tenha cor e proteção acima dos 60 FPS. “Como o melasma pigmenta também com a luz visível (radiação relacionada à percepção das cores, provenientes de telas de celulares, computadores, lâmpadas fluorescentes etc), deve-se associar a fotoproteção com filtros físicos, de maior valor de proteção”, conta Mayla. “Entre os procedimentos estéticos mais indicados estão os peelings químicos, por agirem na descamação da pele e aliviarem as manchas, e o laser CO2 fracionado, que promove uma remodelação das camadas da pele e estimula a produção de colágeno.”

A especialista ainda indica o microagulhamento, que tem apresentado respostas ainda mais positivas para reduzir e clarear o melasma.

Para clarear as manchas, vale adicionar esses produtos ao nécessaire:

Sérum corretivo Discoloration Defense, Skin Ceuticals (R$ 200)

Sérum multiclareador Chronos, Natura (R$ 123)

Protetor Fluid Shield, Adcos (R$ 118)

 

Comments

comments

Leave a Reply
Your email address will not be published. *

Click on the background to close