Halsey se abre sobre problemas com bipolaridade e fala sobre feminismo em entrevista

Prestes a lançar o disco Hopeless Fountain Kingdom, Halsey deu uma pausa no assunto ‘música’ para falar sobre uma pauta tão importante e necessária quanto. Em entrevista à nova edição da Teen Vogue, a diva se abriu para a cantora Debbie Harry – vocalista da banda Blondie e um dos maiores nomes dos anos 70 nos Estados Unidos – e falou sobre seus problemas com bipolaridade, críticas e feminismo.

Halsey dá o MELHOR conselho para quem acabou de terminar um namoro

Sobre o direito das mulheres, a intérprete de Closer atribuiu tudo o que ela sabe sobre feministas a Debbie. “Não seria possível para mim fazer o que eu faço sem o que você já fez pelas mulheres artistas que tem uma personalidade. Você configurou-se muito bem para as artistas do sexo feminino que tinham sua própria marca e sensibilidade”, disse.

Na entrevista, ela ainda confessou sobre de transtorno de bipolaridade. “É uma dor real. Quando você é uma pessoa com uma plataforma, há essa necessidade de ser constantemente sã e bem comportada e calmo e politicamente correta”, desabafou. “Você precisa ter um senso de perdão e paciência consigo mesma”, rebateu Debbie.

Sobre as críticas, Halsey revelou ter inveja de Debbie. Na época em que a banda da artista explodiu não existia internet e a chance dela ver algum comentário de hater era mínima. “Não é sobre receber críticas do jeito que costumava ser”, disse Halsey. “Ao invés disso recebemos de uma pessoa aleatória na rede que não tem autoridade ou não entende nada do que está falando, mas você ainda continua que ter sua opinião negativa sobre outras pessoas.”

A conversa completa entre Halsey e Debbie Harry você lá no site da Teen Vogue. 

Comments

comments

Leave a Reply
Your email address will not be published. *

Click on the background to close