Festivais de música estão se comprometendo com a igualdade de gêneros

Um importante passo a para a igualdade de gênero na música foi dado nesta segunda, 26. Mais de quarenta festivais se comprometeram a aumentar o número de mulheres em suas listas de atrações antes de 2022. “Espero que seja o começo de uma indústria mais equilibrada que traga benefícios para todos”, declarou Vanessa Reed, diretora da PRS Foundation, fundação britânica que lidera a campanha.

Feminejo: cantoras ainda enfrentam machismo no meio sertanejo

Os festivais em questão, que acontecerão nos EUA e na Europa se comprometeram em colocar mulheres ocupando pelo menos 50% de seus line-ups. No continente europeu, aderiram à campanha festivais como o Gilles Peterson’s Worldwide Festival de Sète e o Midem, da França, e o BBC Proms, de Londres.

Na América do Norte, o festival canadense Canadian Music Week representa o país na lista.

A discussão surge depois do Coachella colocar apenas uma mulher entre os três headliners de sua próxima edição. Em abril, o festival terá apenas Beyoncé como representante feminina. No Glastonbury, em 2017, nenhuma mulher esteve entre os headliners.

A campanha é mais um importante passo para o surgimento de novas vozes femininas em um mundo onde o sexismo e o machismo acontecem de maneira tão explícita.

Comments

comments

Leave a Reply
Your email address will not be published. *

Click on the background to close