Dolce & Gabbana cancela desfile em Xangai após ser acusada de racismo

Foto: Shutterstock

A Dolce & Gabbana foi forçada a cancelar repentinamente os planos de um desfile multimilionário em Xangai, China, depois que o designer Stefano Gabbana supostamente postou comentários racistas em seu Instagram pessoal. As informações são do WWD.

Leia também:

De acordo com o Diet Prada, Gabbana teria dito que “de agora em diante em toda a entrevista que farei eu direi que o país de [série de emojis de cocô]  é a China”e “China cheira a Máfia”.

 

View this post on Instagram

 

A post shared by Diet Prada ™ (@diet_prada) on

Tanto Gabbana quanto a marca pediram desculpas em suas respectivas contas, alegando que o designer foi hackeado. “Minha conta no Instagram foi hackeada. Meu escritório legal está trabalhando nisso. Eu amo a China e a cultura chinesa. Sinto muito pelo que aconteceu”, escreveu o estilista.

Além disso, a D&G também foi acusada de serem insensíveis com a China em uma propaganda considerada racista. No vídeo, uma modelo asiática tenta comer vários alimentos italianos com um par de pauzinhos. De acordo com o Jing Daily , os vídeos retratam a cultura chinesa de maneira desatualizada e racista.

 

View this post on Instagram

 

A post shared by Diet Prada ™ (@diet_prada) on

Na tarde desta quarta, 21, a grife confirmou o cancelamento do desfile e pediu desculpas em comunicado. “Lamentamos muito por qualquer problema causado por essas postagens não autorizadas. Não temos nada além de respeito pela China e pelo povo da China.”

Comments

comments

Leave a Reply
Your email address will not be published. *

Click on the background to close