Conheça Yara Shahid, um dos destaques da nova geração em Hollywood

Foto: Shutterstock

Com a estreia da série Black-Ish, em 2014, Yara Shahid saiu do anonimato e ganhou os holofotes. Abordar os problemas sociais que uma família negra enfrentava na ficção parece ter inspirado a atriz a ser uma das vozes de sua geração para tantas questões importantes – inclusive a do racismo enfrentado por jovens mulheres.

Leia também:

Ela tem usado a sua voz para o bem. Recentemente, ela fundou o Yara’s Club em parceria com a The Young Women’s Leadership School. Seu objetivo é fazer com que estudantes do ensino médio discutam questões sociais e o que podem fazer para aplicar esses ensinamentos no mundo ao redor. Além disso, ela trabalhou com Michelle Obama no projeto Let Girls Learn, uma iniciativa educacional para ajudar os estudos de jovens mulheres – a ex-primeira dama, inclusive, lhe escreveu uma carta de recomendação para a faculdade.

Tudo isso rendeu um ótimo fruto: a musa de 19 anos fez um curso de sociologia e estudos afro-americanos em Harvard. Uau! Tudo isso conciliado com as gravações da série Grown-Ish. 

“Tanta coisa está acontecendo social e politicamente de uma forma aterrorizante, mas ao mesmo tempo estamos produzindo esse incrível nível de unidade”, disse ela à Vogue.

Shahid usa sua voz para conscientizar outras garotas. Atualmente, ela sobe nos palcos do mundo todo para defender o engajamento dos jovens. Em 2018, acompanhada de Margaret Atwood, criadora de The Handmaid’s Tale, ela fez um importante discurso durante a inauguração de um projeto social em Nova York. “O paradoxo da educação é precisamente este: à medida que as pessoas se educam, elas começam a examinar o mundo – a sociedade – que está educando-os”, disse.

Em suas redes sociais, ela também fala abertamente sobre questões políticas. No Instagram, ela intercala selfies no tapete vermelho, com referências de beleza e posts sobre o controle de armas nos Estados Unidos e ao protesto Black Lives Matter. E ela faz questão de estar em ambos os momentos da vida de uma atriz de Hollywood: da premiação bapho a um protesto ou movimento social importante. “Eu sou a beneficiária de crescer em uma geração tão envolvida, e estou cercada de ativistas que usam as mídias sociais para fazer história”, orgulha-se.

É isso: quase todo o tempo disponível de Yara é usado para conscientização da juventude. “As vidas das pessoas, seus meios de subsistência estão em jogo”, diz ela. “Parte de ser um cidadão engajado está em olhar em volta e se perguntar: ‘Por que isso está acontecendo, como isso está acontecendo?’ Você tem que encontrar o denominador comum – e, para mim, percebi que faço parte dele e não posso deixar de estar envolvida.”

Se os jovens da atual e das futuras gerações se inspirarem na força e no otimismo de Yara para mudar o mundo, temos uma boa esperança de que as coisas estão indo na direção certa.

 

Comments

comments

Leave a Reply
Your email address will not be published. *

Click on the background to close