Conchita Wurst revela que é portadora de HIV

A cantora Conchita Wurst anunciou ser portadora de HIV em um emocionante post no Instagram. De acordo com ela, a decisão de se abrir sobre a doença partiu depois que um ex-namorado começou a chantageá-la.

Mariah Carey revela sofrer de transtorno bipolar e se abre sobre doença

Segundo o New York Timesa cantora austríaca que ganhou o prêmio Eurovision em 2014, revelou ser soropositivo por “muitos anos”. “Isso é talvez irrelevante para o público, mas um ex-namorado está me chantageando e disse que iria a público com essa informação particular e eu não darei a ninguém a chance de me amedrontar ou afetar minha vida.”

Conchita revelou que está tratando o seu HIV já vários anos e que a doença já se encontra “abaixo do limiar de detecção.” Segundo a AVERT, ter uma carga viral indetectável significa que uma pessoa que vive com o HIV tem tão pouco do vírus no sangue que não pode ser detectado usando um teste de sangue padrão. Isso pode acontecer depois que alguém que vive com o HIV tenha tratado a doença com sucesso. Se os níveis do vírus estiverem abaixo do limiar de detecção em uma pessoa vivendo com HIV, a AVERT observa que isso significa que a pessoa não pode passar o vírus para mais ninguém.

A artista escreveu que ela não tinha intenção de falar abertamente sobre o HIV porque ela não queria estigmatizar ainda mais a doença e acreditava que isto seria “irrelevante para o público”.

Conchita está totalmente certa. Seu status de HIV não é da conta de ninguém, apenas dela e das pessoas com quem ela escolhe fazer sexo. É sempre importante ser franco e honesto com qualquer parceiro sexual sobre o seu estado de HIV, ou qualquer estado de DST, para que qualquer pessoa envolvida possa proteger-se adequadamente e como entender. Mas, assim como os parceiros em potencial devem ter a opção de entender a melhor forma de se proteger durante o sexo, a pessoa com o vírus deve ter o respeito de escolher como, quando ou se seu status é revelado a estranhos.

“Espero mostrar coragem e dar mais um passo em direção à desestigmatização de pessoas que foram infectadas pelo HIV devido a suas ações ou por culpa própria. Para os meus fãs: as informações sobre o meu estado de HIV podem ser novas para você – mas nada sobre mim mudou! Estou saudável e bem, e estou mais forte, mais motivada e liberta do que nunca. Obrigado pelo seu apoio!”, finalizou Conchita.

 

 

 

Comments

comments

Leave a Reply
Your email address will not be published. *

Click on the background to close