BBB: a eliminação da participante Nayara abriu uma importante discussão sobre racismo

Na noite desta terça, 20, a participante Nayara eliminada do Big Brother Brasil. Já era esperado a saída da moça, já que ela já não estava agradando o público há alguns dias. O que surpreendeu foi a quantidade de votos que a jornalista levou: ela foi eliminada com 92,64%, o maior índice da história do programa em paredões triplos. Mas o que levou a participante ser eliminada com tão alta rejeição, maior do que Ana Paula, eliminada na semana passada com 89%. A internet tem uma teoria: racismo.

– 8 expressões racistas que você precisa parar de usar JÁ!

Ok, Nayara foi vista fazendo fofoca na casa e ainda se encontrou em um paredão formado por pessoas queridas pelo público. Porém, ser eliminada com mais de 90% dos votos é algo totalmente desproporcional ao que ela causou dentro do reality.

Outro fato problemático é que TODOS os eliminados da atual edição são mulheres. Todos os indicados ao paredão nessa edição são do sexo feminino, com exceção Mahmund, assumidamente homossexual e que esteve duas vezes na berlinda.

O apresentador do BBB, Tiago Leifert também fez um discurso infeliz antes da eliminação de Nayara. Segundo ele, nenhum participante do programa está representando nenhum grupo, mas sim estão representando eles mesmos. “Esta casa, especificamente, está com uma outra ‘nóia’. Vocês não são mais vocês mesmos. Agora vocês representam algo. ‘Ah, eu represento a comunidade X’. ‘Fulano representa a comunidade Y’. ‘Eu represento sei lá o quê’. Deixa eu falar a real. Ninguém aqui fora deu procuração pra vocês representarem ninguém aí (…) A gente preferiria que vocês baixassem o escudo. A gente não ficou olhando de onde vocês eram, a gente gostou de vocês. Abaixa o escudo, vamos conversar nós aqui. Sem esse negócio de representatividade, que isso daí não leva a nada”, disse.

No Twitter, a eliminação de Nayara e a fala de Tiago abriu uma forte discussão sobre racismo e representatividade dentro da casa. Olha só:

Vale lembrar que, em 18 temporadas de um programa que já contou com mais de 200 participantes, o número de mulheres negras não chega a 15 e que grande parte deles foram eliminadas com alto índice de rejeição, raramente sendo abaixo de 70%.

Comments

comments

Leave a Reply
Your email address will not be published. *

Click on the background to close