Após sobreviver a um estupro, jovem transformou sua dor em indicação ao Nobel da Paz

Amanda Nguyen tem uma história de inspiração pra muita gente: ela é sobrevivente de um estupro e transformou a sua dor em algo incrível ao criar um projeto de lei para defender vítimas de abuso sexual. O resultado? Uma indicação ao Prêmio Nobel da Paz 2019.

Leia também:

Em 2014, Nguyen criou a Rise, organização sem fins lucrativos criada para defender as vítimas e sobreviventes de abuso e outros tipos de violência sexual. Depois, ela criou a “Declaração de Direitos dos Sobreviventes de Abuso Sexual”, uma lei que garante proteção a essas vítimas durante todo o processo de denúncia.

“Escrevemos essa carta de direitos não apenas para ajudar os sobreviventes, mas também para ajudar policiais, promotores e sistema judiciário a fazerem melhor seus trabalhos e, como resultado, buscar a justiça”, conta em entrevista ao Huffpost.

A proposta foi sancionada em 2016 pelo até então presidente dos EUA Barack Obama. “Podemos manter uma luz no canto mais obscuro da experiência humana e permitir que os sobreviventes sejam finalmente vistos, ouvidos, acreditados, fortalecidos”, declarou a jovem.

 

Comments

comments

Leave a Reply
Your email address will not be published. *

Click on the background to close