8 mulheres negras que mudaram o mundo e fizeram história

Em cartaz nos cinemas, o filme Estrelas Além do Tempo nos dá um vislumbre da vida de Katherine Johnson, Dorothy Vaughan e Mary Winston Jackson, três mulheres negras que fizeram história ao mandarem homens ao espaço pela primeira vez. O longa leva os espectadores de volta ao início dos anos 1960, quando a segregação racial e o sexismo eram proeminentes e legalmente aceitos no mundo todo.

A trama mostra a inteligência negra e feminina muitas vezes ignorada e não reconhecida atrás da viagem que fez história e enviou o astronauta John Glenn ao espaço. O sucesso do filme mostra o quão longe as mulheres negras foram e quão influentes elas se tornaram.

Pensando nisso, fomos pesquisar quais foram outras mulheres negras que se destacaram na história e lutaram para fazer diferença na vida das pessoas. Vem ver:

20111078421151621_20

Ellen Johnson Sirleaf
Atual presidente da Libéria, Sirleaf foi a primeira mulher a se tornar chefe de estado em um país africano. Em 2011, quando foi reeleita presidente, ela ganhou o Prêmio Nobel da Paz pelo seu trabalho humanitário no país.

bethune-mary

Mary McLeod Bethune
A americana sabia que a educação era fundamental, mas também sabia que nem sempre era a coisa mais fácil de se conseguir. Depois de lutar para ir à escola e trabalhar em uma plantação para ajudar a sustentar sua família, ela se tornou uma educadora e, em 1904, fundou o Instituto Educacional e Industrial para Meninas Daytona. Ela ainda fundou o Conselho Nacional de Mulheres Negras, e trabalhou no governo de Franklin D. Roosevelt , onde ela serviu como o “líder da raça informal em geral.”

84766444

Wangari Muta Maathai
Maathai fez diferença na questão ambiental no Quênia. Ela fundou o movimento Cinturão Verde Pan-africano, iniciativa responsável por plantar mais de 30 milhões de árvores. Ela se tornou a primeira africana a ganhar o Prêmio Nobel da Paz, em 2004.

master-class-maya-angelou-2-600x411

Maya Angelou
Com apenas 17 anos, Maya se tornou a primeira motorista negra a dirigir um ônibus em San Francisco, EUA. Na década de 50, se tornou atriz, cantora e dançarina e foi a primeira mulher negra a ser roteirista em Hollywood. Além disso, Angelou viajou o mundo com a intenção de ajudar em movimentos de independência africanos.

o-FANNIE-LOU-HAMER-facebook

Fannie Lou Hamer
Hamer era uma ativista dos direitos civis do Mississippi, EUA, e lutou pelo direito de voto de cidadãos afro-americanos. Ela trabalhou com o Comitê de Coordenação de Estudantes Não-Violentos por algum tempo, lutando para combater a segregação racial no Sul do país, além de ter sido uma das fundadoras do Partido Democrático Liberdade do Mississippi.

mrtc-EP5-Ruby-BridgesCUTE

Ruby Bridges
Com apenas 7 anos de idade, ela foi a primeira criança negra a integrar uma escola primária toda branca no Sul dos Estados Unidos. Em seu primeiro dia de escola na Escola Primária William Frantz, em Louisiana, ela teve que ser escoltada por quatro oficiais federais.

BIO_Bio-Shorts_Michelle-Obama-Mini-Biography_0_181279_SF_HD_768x432-16x9

Michelle Obama
De suas muitas realizações, Obama foi a primeira mulher negra a ser a primeira-dama dos Estados Unidos. Ela ocupou cargos com altos salários na Universidade de Chicago e tem sido uma parte importante dos esforços que defendem a saúde e as crianças. 

ruth de souza

Ruth de Souza
A atriz carioca foi a co-fundadora do Teatro Experimental do Negro (TEN) e foi parte essencial na inserção de atores negros na dramaturgia brasileira. Ela ainda foi a primeira atriz negra a subir no palco do Teatro Municipal do Rio, com a peça O Imperador Jones. 

 

Comments

comments

Leave a Reply
Your email address will not be published. *

Click on the background to close